segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

CATÁSTROFE NA MADEIRA!



Já tudo foi dito, já tudo foi visto, já tudo foi escrito, já todos sabemos a dimensão da desgraça que atingiu a Pérola do Atlântico, aquela magnífica ilha que a todos encanta e, que, neste momento, atravessa aquele que será o momento mais negro da sua história, a pior catástrofe natural dos últimos 100 anos!

Muitos mortos, muitos desabrigados, muita destruição, muita perplexidade face aos acontecimentos.

Ainda há Centros Comerciais, onde se procuram vítimas, mas até ao momento ainda não há dados nesse sentido.

Alberto João Jardim era um homem profundamente abalado cuja preocupação máxima era no sentido de não se empolar o assunto por causa do Turismo, e fazer com que todas as operações se realizassem no mais breve espaço de tempo para que tudo retorne, dentro do possível, à normalidade.

Há muito que fazer, trabalho intenso de remoção de destroços, lamas, carros destruídos, casas arrasadas que têm que se reerguer de novo. Há muitas baixas, muitas famílias enlutadas, uma calamidade de dimensões incríveis que deixa todos amargurados.

Cristiano Ronaldo, o craque do futebol, já se prontificou a ajudar a Madeira sua terra natal, pondo-se inteiramente à disposição do governo regional.

Muitas outras figuras públicas, pessoas anónimas, bem como o Governo da República deverão ajudar a lindíssima Ilha da Madeira a retornar à normalidade o mais rapidamente possível, ainda que a ferida custe a sarar! O Presidente da República visitará a Madeira na próxima 4ª feira.

Até ao momento estão contabilizados:

  • 42 mortos

  • 32 desaparecidos

  • 250 desalojados

Infelismente estes números são diáriamente alterados, pois todos os dias se encontram novas vítimas.


Muito triste! Estamos todos solidários com a MADEIRA.





video

4 comentários:

  1. Como sempre junto à actualidade e esta muito grave.
    Estou certo que o temporal foi grande.
    Estou certo que estas chuvas não vinham há mais de 30 anos.
    Lembro me bem destas chuvas.
    Agora terei que dizer a construção desnfriada é grande sem der bem ponderada.
    Veja se que muitas habitações foram feitas em linhas de água como acontece cá na Figueira em muitos locais,se vier uma enchurrada destas eu quero ver em alguns pontos da nossa cidade.
    As culpas são das câmaras e dos respectivos técnicos e nós sabemos porquê.
    Quanto aos mortos aos feridos e desalojados a minha solidariedade e vou ajudar.

    ResponderEliminar
  2. Coitados dos madeirenses, que grande fatalidade. Agora toda a ajuda é necessária. não há lugar para politiquices. É hora de todos ajudarem.

    ResponderEliminar
  3. Pode-se gostar dele ou não, mas ele é a força da Madeira, é um homem que tudo fez pela Madeira e que agora está destroçado pelos acontecimentos e receoso de que o turismo sofra um revés.
    Soube agradecer ao Presidente e ao Primeiro-Ministro, bem como a toda a população do continente.
    Agora é tempo de solidariedade.

    ResponderEliminar